ISSN 2238-1414

Home

Edição atual

Edições anteriores

Edição especial atual

Edições especiais anteriores

Apresentação

Expediente

Normas para publicação

Contato

Portal Barbante

Cordéis

Poesias

Brincar com fogo

Mamãe gritou da cozinha
Não brinca com fogo
Menina
Já era tarde
A noite chegava mansa
Junina
Descobria as luzes inebriada
Multicoloridas faíscas
Dos fogos de artifício
Estava escrito
Brincar com fogo
Seria por vezes arte
Outras vezes 
Ofício
Ria no quintal 
Enquanto o avô
Tão alto, soltava o balão
Hoje apagado
Papel de seda amassado
Resta sem serventia
O vestido rasgado
E a partitura em compasso ternário
Que venham os acordes e arpejos
Pois só uma semicolcheia
Pode entender de liberdade.

Lina Rosa Morais